20/01/2020 às 15h16 |

Renovar é preciso e necessário

Colunista

 

Renovar é preciso e necessário

Negar a necessidade de renovação aproxima-se da ignorância, da estupidez. Renovar é potencializar as ações, sejam elas naturais ou provocada pelo homem. É acompanhar a dinâmica do universo e acreditar na possibilidade de condições melhores e mais confortáveis para a vida humana a partir de novas iniciativas, criatividade e aperfeiçoamento de práticas e ideais. Renovar é revolucionar.

As resistências ao renovar prescrever a mentalidade retrograda, a dificuldade em visualizar um mundo melhor e de oportunidades. Os homens da caverna progrediram para o uso de pedras lascadas e do fogo no sentido de facilitar o corte de madeiras assim como, na preparação dos alimentos. Descobriu-se a roda que passou a facilitar a locomoção com menor esforço físico. O transporte de pessoas e mercadoria através do uso de ferrovias, autoestradas, navegação e do espaço aéreo permite o acesso ao conhecimento, mercadoria e tecnologia. O esforço em direção a exploração ao espaço e aos extremos sul e norte do globo terrestre exigiu um desprendimento da inteligência ao conceber a necessidade de novas descobertas a partir dos e potencialidades do universo planetário-estrelar e das áreas remotas, nativas.

A ousadia da renovação tem produzido ganhos imagináveis para aperfeiçoar a mente e o corpo físico com a descoberta de medicamentos, métodos de tratamento de enfermidades, controle de epidemias, preservação das unidades bioenergética, acesso ao conhecimento, soluções para a convivência nas metrópoles urbanizadas e no campo. Tem oportunizado soluções de moradia, utilização racional dos recursos florestais, hídricos e utilização da biodiversidade como preservação natural das espécies.

Todas essas questões tem direta relação com as determinações politica dos povos. Fruto das mentalidades progressistas e despidas da vaidade e do sentimento eu. Homens que se dedicam ao desenvolvimento dos meios que permitam que a humanidade preserve o sentido do bem coletivo e do aproveitamento do esforço dos que tem pensamento comum.

Achar que sozinho ou com um grupo restrito e imbuído de um ideal especifico pode achar e fomentar o desenvolvimento de uma comunidade sem que outros possam intervir, se disponibilizar ao processo, opinar é um desproposito, é mesquinho, é um sentimento carnal desprovido de alma e de espirito. É pratica de um corpo desprovido de sentimentos de emoção e compromisso como a preservação do universo e do homem.

Renovar é preciso e necessário. Sejam bem-aventurados aqueles que se propõem a juntar forças e contribuir com trabalho e ideias que possam direcionar ao desenvolvimento.

 

Adelmo Borges
    
 

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Politica

Eles estão voltando

Eleições 2020

Eles estão voltando

Nosso pomar e jardim

Nosso pomar e jardim

Nosso pomar e jardim