16/05/2020 às 18h48 |

Eleições municipais e crise sanitária-governamental

Colunista

 

Não deixa dúvida que as próximas eleições municipais de outubro 20, se dará em um cenário atípico diante da grande crise sanitária que assola o mundo e das questões políticas que agride o bom senso da população brasileira.

 

O medo e a insatisfação é grande com o fechamento de milhares de empresas e negócios, e por consequência, a perda de milhões de empregos além da ausência de coordenação governamental para incrementar medidas eficazes de enfrentamento a disseminação do vírus, limitação do ir e vir, o que torna as ações político-eleitoral mais complexa e difícil. O momento atual é desafiador para quem está no governo diante do cenário de "recessão brutal" na economia.

 

Os políticos estão enfrentando dificuldades para se adaptarem ao novo momento. Insistem com movimentos, ações e discursos deformados para a nova conjuntura e aspirações da sociedade. O mundo está em transformação. As ações dos bancos centrais, no mundo, descaracterizam os princípios fundamentais do capitalismo. A solução não virá do setor privado. Estão sendo gastos bilhões de dólares para evitar uma catástrofe maior na economia mundial.

 

Passada as eleições com os percalços do pleito os eleitos vão se deparar com substancial mudança na sociedade em seus hábitos e costumes e o País não vai voltar a ser o que era tanto do ponto de vista social, quanto econômico e político. É impossível afirmar qual o cenário futuro que se espera, o que vai acontecer porque nunca se viveu algo semelhante, tão pouco os impactos culturais religiosos, consumo e modelo de desenvolvimento, mas os sinais indicam que serão muito profundos.

 

O quadro como se apresenta leva a crer que a retomada do crescimento econômico será lenta e o enfrentamento das questões sociais serão mais lentas ainda. Assim, haverá empresas e atividades que sobreviveram se aceitarem efetivarem os ajustes necessários se adaptando à nova demanda.

 

Quem sobreviver verá e contará a história. Que DEUS nos proteja.

 

Adelmo Borges

 

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Política