02/12/2020 às 18h40 |

Servidores públicos e professores de Camaçari discutem projeto enviado pela Prefeitura e cobram participação das categorias nas decisões

 

Um Projeto de Lei Complementar de número 1015/2020, de autoria do Executivo Municipal, sobre a reorganização do Regime Próprio da Previdência Social, que em resumo altera o tempo de contribuição de servidores públicos e professores, levou as categorias a solicitarem a retirada da matéria da pauta da sessão ordinária da última terça-feira (01/12), para que o assunto fosse discutido com as categorias. Na sala de comissões da Casa Legislativas, representantes dos sindicatos debateram com alguns vereadores emendas que serão apreciadas nesta quinta-feira (03).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Silval Cerqueira, eles foram pegos de surpresa. “Não fomos convidados antecipadamente para discutir a nossa Previdência Social que está com regime de CLT, mas nós temos um regime próprio. Entramos com um oficio para que a votação do projeto fosse suspensa e que seja feita uma revisão nessa lei que é nociva aos servidores que iriam se aposentar com 60 anos, passando para 65, e as mulheres para 62, além outras alterações que está dentro dessa lei”, explicou.

Na oportunidade o presidente do sindicato convidou a todos os servidores para que participem da discussão. “Como se faz uma coisa assim empurrado de garganta abaixo sem diálogo? Ainda nesta sexta será realizada uma Audiência Pública para tratar do assunto. E peço aos vereadores que nos ouçam”, disse Silval.

Presente na reunião com as categorias, o vereador Dentinho do Sindicato (PT), acredita que a reforma prejudica o servidor como um todo. “Camaçari hoje já tem servidor e professor que tem o tempo de contribuição completo, ou seja, já trabalhou 25 anos e só está esperando chegar a idade. Nós pedimos ao Prefeito que mantenha a proposta atual para esses servidores. Após discussão com os sindicatos vamos dar entrada em emendas”, pontuou o edis.

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Camaçari