Publicado em 07/03/2019 às 18h45 | |

Suspeito de atirar no circuito Osmar responde por tráfico

Edmilson se apresentou após policiais civis realizarem buscas na Federação, onde ele mora

Foto: Divulgação SSP

 Foto: Divulgação SSP

Edmilson Silva dos Santos Júnior, 28 anos, o 'Caroço', um dos envolvidos em disparos de arma de fogo, que aconteceram na última sexta-feira de Carnaval, no circuito Osmar (Centro), foi a presentado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quinta-feira (7). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP),  o suspeito, que possui passagem por tráfico de drogas, escondeu a arma, segundo apuração inicial, no isopor da sua mãe que atuava como ambulante.

Edmilson se apresentou após policiais civis realizarem buscas na Federação, onde ele mora, e também em casas de parentes nos bairros de Sussuarana, Gamboa e Garcia. Durante a passagem de um trio, Edmilson e comparsas se desentederam com outro grupo. 

Quatro pessoas foram atingidas, entre elas Jeferson São Pedro de Almeida, 21, que foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde veio a óbito ontem.

Durante depoimento, ele informou que havia corrido durante uma confusão e os disparos, porém, em imagens de câmeras da SSP, Caroço permanece na confusão, segurando a possível arma dentro de uma espécie de bolsa.

"Ouvimos testemunhas que descreveram a roupa usada pelo autor e confirmamos através de filmagens. Jeferson, na ambulância, relatou que conhecia quem atirou e esse é mais um indício já que ambos moravam no mesmo bairro", contou a diretora-adjunta do DHPP, delegada Clelba Teles.

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Carnaval 2019