Publicado em 09/04/2019 às 17h48 | |

Centro de Mediação e Conciliação para População foi inaugurado nesta terça-feira (09)

Atendimento será para população carente estimulando a resolução extrajudicial de conflitos

 

A Universidade Católica de Salvador (UCSAL), em parceria com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), inaugurou nesta terça-feira, dia 9 de abril, o Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (Cejusc), no campus de Pituaçu. O centro vai oferecer serviços gratuitos à comunidade de Salvador na área de mediação e conciliação. A comunidade contará com um espaço de acolhimento destinado à pacificação social, no qual as partes terão a oportunidade de construir a solução adequada ao seu conflito, evitando a litigiosidade e o desgaste de um processo judicial.

A inauguração contou com as presenças do presidente do TJ, desembargador Gesivaldo Nascimento Britt,  do reitor da UCSAL, padre Mauricio Ferreira, além de membros dos corpos docente e discente, assim como de outras autoridades da área do Direito. De acordo com o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto, “a Católica é uma tradicional instituição com a qual mantemos uma estreita e salutar ligação, que sempre ensejou projetos e eventos que promovem a cidadania e viabilizam a priorização da prestação jurisdicional, notadamente aos que mais necessitam”, afirmou o Chefe da Corte baiana. O reitor da UCSAL agradeceu a seleção por saber “que o Tribunal escolheu a Católica. Muito obrigado por renovar essa escolha, por confiar em nossos profissionais, professoras, professores, nossa equipe técnica”, enfatizou.

Segundo o professor Vander Costa, coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade de Direito da Católica, onde funcionará o Cejusc, os serviços de conciliação e mediação fomentarão, no âmbito das práticas jurídicas, novo paradigma que contempla a resolução consensual e extrajudicial dos conflitos, estimulando o entendimento harmônico entre as partes.  As mediações e conciliações serão realizadas pelos alunos de Direito que cursam a disciplina de Estágio Cível, supervisionados pelo mediador capacitado pelo Tribunal de Justiça da Bahia. “Atualmente temos uma média de 400 processos por semestre. Certamente, 50% deles poderiam ser resolvidos pela mediação ou conciliação”, disse o professor. O curso de Direito da UCSAL existe há 63 anos, sendo um dos mais tradicionais do Nordeste e do Estado.  A Faculdade de Direito possui três mil alunos matriculados e funciona nos campi Pituaçu e Federação.

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Palestras e Conferências