Publicado em 10/04/2019 às 18h00 | |

Área de 3 mil m2 de manguezal é reflorestada em Maragojipe

 

Plantio foi executado pelo Projeto CO2 Manguezal, que em 16 meses de atuação já produziu 47 mil mudas dos mangues Branco, Vermelho e Saraíba


Após longo período de devastação, a área denominada Rio Furado, localizada na Reserva Extrativista Baía do Iguape (Resex), em Maragojipe, volta finalmente a ter espécies de mangue vermelho, branco e preto, característicos da região.


A recomposição da vegetação foi possível graças à ação de plantio que acaba de ser executada pelo Projeto CO2 Manguezal, com patrocínio da Petrobras, numa área de aproximadamente 3 mil metros quadrados. O trabalho foi realizado por uma equipe de dez pessoas e um viveirista, sob a coordenação de Sarah Nascimento, responsável pelos Estudos Técnicos e Ações de Reflorestamento do CO2 Manguezal, e do técnico ambiental Bruno Barbosa.


"Primeiro realizamos a comparação entre as superfícies das áreas onde foram produzidas as mudas com a área que iria recebê-las, avaliando a compatibilidade. Em seguida, selecionamos as três espécies de mudas características do Rio Furado, onde há registro de maior predominância do mangue branco”, informou a técnica.

 

O plantio de 10 hectares de manguezal dentro da Baía de Todos os Santos e 2,5 hectares de Mata Atlântica (abrangendo os municípios de Maragojipe, Cachoeira, São Félix e São Francisco do Conde) é uma das metas da segunda etapa do projeto CO2 Manguezal, que tem ações previstas nessas quatro localidades até dezembro deste ano. Em 15 meses de execução, o projeto já garantiu o plantio de 47 mil mudas das três espécies de mangue mais encontradas na Baía de Todos os Santos: Mangue Branco, Mangue Vermelho e Mangue Saraíba.

O Projeto CO2 Manguezal é uma iniciativa da Fundação Vovó do Mangue e conta com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, apoio da UFRB e ICMBIO.


Hilda Fausto

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Meio Ambiente