Publicado em 18/10/2016 às 19h55 | |

Traficante que matou o SGT da PM morre em troca de tiros com a polícia em Vila de Abrantes.

 

O traficante e homicida, Jackson Bandeira Pinheiro, conhecido como Rio de Janeiro, foi morto em uma troca de tiros com a polícia, na noite desta segunda-feira (17), na Localidade da Estiva, em Vila de Abrantes. De acordo com a polícia da 26.°DT de Abrantes,  após informação de que o traficante e seu bando haviam praticado um assassinato e duas tentativas de homicídio ocorridos dia 14/10 em  Abrantes, os policiais da 26.°DT se dirigiram até o local, onde foram recibos a bala por Jackson e seus comparsas,  o qual com uma metralhadoura passou a atirar contra os policiais, que revidaram. 

 

Ainda segundo a polícia,   Jackson foi socorrido para o Hospital Menandro de Faria, porém nao resistiu aos ferimentos e entrou em óbito. 

 

Conforme informação da polícia,  Jackson Bandeira Pinheiro e DJango, gerenciava bocas de fumo e era também investigado como autor de diversos homicídios em Vila de Abrantes.  Respondia processos por trafico de drogas e homicidios e estava em liberdade condicional pelo homicidio do SGT PM Jackson, conhecido por Bigode.Rio de Janeiro também é acusado de matar Edson Índio na Malícia e o tatuador Dê no Capão.

 

Em poder de Jackson foram encontradas uma mini Metralhadora municiada, cal .40, com carregador para 25 tiros, 11 muniçoes calibre .40,  um  revolver cal. 38. 06 muniçoes de cal 38, sendo 3 deflagradas e 3 intactas. além de uma sacola contendo uma pedra grande de cocaína pura, 45 pinos contendo cocaína, 02 trouxinhas de maconha, 01 pedra de crack pequena e duas maiores e diversas embalagem da droga, tais como: sacos contendo eppendorfs pequenos e grandes, Potes de pó Royal, sacos plásticos e uma certa quantia em dinheiro.

Tags

sem tags

Comentários

ATENÇÃO !

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Mais de Polícia